PUBLICIDADE
Topo

Chuvas de verão trazem riscos aos motociclistas; confira dicas

Infomoto

16/02/2020 04h00

Alagamentos, buracos e enxurradas são perigos nessa época do ano

Todo começo de ano é a mesma coisa. O verão traz sol e céu azul, mas junto vêm as chuvas torrenciais, como as que caíram sobre a Grande São Paulo e o interior do Estado na última semana. Mesmo que evite andar de moto nesses dias, inevitavelmente você terá de enfrentar uma tempestade. Além do piso molhado, as chuvas de verão trazem outros riscos para os motociclistas. Confira cinco dicas para evitar problemas para você e para sua moto.

Reduza a velocidadeChuva forte prejudica a visibilidade

Uma dica unânime é que com chuva a velocidade precisa ser reduzida. Quando a chuva começa toda a sujeira do asfalto se mistura com a água, formando uma "pasta" que aumenta o risco de derrapagem. Acelere com cautela e freie suavemente.

Na tempestade pare a moto
Quando a chuva vira tempestade, estacione a moto e espere passar. Além de dificultar a visibilidade de todos os motoristas e motociclistas, uma chuva muito forte pode esconder os perigos do asfalto. Uma poça pode ter 7 cm ou 70 cm de profundidade.

Cuidado ao estacionarForça da água pode derrubar sua moto

Evite estacionar em ladeiras, pois a força das enxurradas pode derrubar a moto e arrastá-la causando prejuízos. Não pare embaixo de árvores e nem em locais de risco de alagamento. Na cidade de São Paulo, há sinalização nas áreas que tenham histórico de enchentes.

Não enfrente alagamentos
Pior ainda é tentar passar em uma área alagada. Quando o nível da água está alto o piloto pode cair em um buraco ou em um bueiro destampado. Também há o risco de bater com a moto em obstáculos, ou até na calçada, encobertos pela água. 

Quando a água subirÁreas alagadas podem esconder bueiros destampados e buracos 

O orientação é nunca cruzar áreas alagadas, mas, se for inevitável meça os riscos e o nível da água, que não pode passar do eixo da roda. Acima disso, existe o risco de a moto afogar e morrer, e a água entrar no filtro de ar ou escapamento podendo até estragar o motor.

Caso você veja que o alagamento não é tão profundo, mantenha a moto em aceleração constante, usando uma marcha mais reduzida, para evitar que a água entre pelo escapamento. Porém não não vá muito rápido, pois há risco de derrapar e cair.  Muitos seguem veículos maiores, como ônibus ou caminhões, para cruzar um ponto de alagamento. Mas existe o perigo de ser derrubado pela onda formada pelo veículo. Portanto, evite. (Texto Arthur Caldeira / fotos Agência INFOMOTO, Tomaz Silva e Fernando Frazão/Agência Brasil)

Infomoto

Arthur Caldeira, jornalista e motociclista (necessariamente nessa ordem) fundador da Agência INFOMOTO. Mesmo cansado de ouvir que é "louco", anda de moto todos os dias no caótico trânsito de São Paulo.

Blog da Infomoto

O blog da INFOMOTO traz novidades, curiosidades, dicas e também os bastidores do mundo de duas rodas. Com uma visão de dentro do capacete.

Blog da Infomoto