Topo
Blog da Infomoto

Blog da Infomoto

Avaliação: nova Dafra Apache quer ser meio termo entre motos de 150 e 250cc

Infomoto

2003-06-20T19:07:00

03/06/2019 07h00

Modelo tem motor de 200 cc e freio a disco nas duas rodas por R$ 12.490

Com o objetivo de atuar em nichos pouco explorados por outras marcas, a Dafra agora aposta suas fichas na nova Apache RTR 200. A nova street oferece equipamentos e desempenho que a posicionam entre os modelos de 150 e 250 cc, até no preço: R$ 12.490, com frete já incluso.Produzida pela indiana TVS e montada pela Dafra, nova Apache tem bom acabamento

A nova Apache RTR 200 ainda é produzida pela indiana TVS e montada pela Dafra em Manaus (AM), mas evoluiu bastante em relação ao modelo de 150cc que foi vendido por aqui entre 2010 e 2014. A começar pelo bom nível de acabamento, com peças plásticas bem encaixadas e um design mais atual. As linhas são angulosas e a pintura fosca da cor vermelha é caprichada.Painel digital é completo: tem até indicador de marcha engatada e shift-light

O painel agora é totalmente digital. Bem completo, tem conta-giros, velocímetro, relógio, indicador de marcha, marcador de combustível e dois hodômetros. Além de um shift-light, que indica quando você "esticou" demais a marcha, e um curioso registro da velocidade máxima atingida, que pisca no painel quando você para no semáforo. Curiosidades à parte é de fácil leitura e visualização.

Motor de quatro válvulasPotência máxima de 21 cv, torque de 1,85 kgf.m e câmbio de cinco marchas

O motor complementa a atualização no visual. Além de maior capacidade, 197,75 cm³, tem comando simples, quatro válvulas por cilindro e arrefecimento a ar. Produz bons 21,02 cv de potência máxima a 8.500 rpm e 1,85 kgf.m a 6.500 giros.

Na prática, o desempenho surpreende. A Apache acelera bem na saída de semáforo e o tem bom torque para rodar na cidade sem ter que usar muito o câmbio de cinco marchas. Destaque para a embreagem deslizante, que faz com que o acionamento do manete seja macio e evita que a roda trave em reduções mais bruscas.Desempenho da nova Apache surpreende e agrada no uso urbano

O motor cresce de giros rapidamente e não é tão ruidoso. Vibra um pouco acima 7.000 giros, mas nem é preciso girar tanto. Já a partir de 4.000 rom, já tem "força" suficiente para encarar uma subida sem redução de marcha. Na estrada, mantém 110 km/h sem dificuldade.Tanque tem capacidade para 12 litros; consumo foi de 33,2 km/litro na cidade

O que resultou em um consumo razoável para uma 200 cc: fiz 33,2 km/litro no trânsito urbano. Com tanque de 12 litros, a autonomia deve ficar acima de 350 km.

'Pegada' esportivaAlém do design, Apache tem pedaleiras esportivas, mas posição de pilotagem é confortável

A pequena bolha sobre o farol, os semiguidões fixados acima da mesa e o banco bipartido conferem um ar esportivo à Apache 200. A moto indiana até lembra um pouco a Yamaha Fazer 250 ABS, modelo desenvolvido para os mercados de Brasil e Índia.

A inspiração esportiva também aparece na posição de pilotagem. As pedaleiras são recuadas, o que obriga o piloto a flexionar bem as pernas. As costas, porém, não ficam tão curvadas e a ergonomia é mais confortável do que aparenta ser. Pelo menos no uso urbano.Linhas angulosas e bolha sobre o farol conferem ar esportivo à nova Apache

O conjunto de suspensões também foi atualizado. Na dianteira, garfo telescópico convencional com 117 mm de curso e, na traseira, agora há um monoamortecedor com 105 mm de curso. O sistema não traz ajustes. A dianteira absorve bem as imperfeições do piso, mas a traseira é um pouco rígida e tem curso pequeno, o que faz o piloto sair do banco em buracos e valetas.

Vale também mencionar os freios, agora a disco em ambas as rodas e com sistema combinado de acionamento hidráulico (FH-CBS), que aciona o freio dianteiro ao pisar no pedal traseiro, mas apenas em situações mais extremas, ou seja, quando você 'afundar' o pé. Na maioria das situações, o sistema funcionou bem e parou com eficiência os 139 kg (a seco) da Apache.Freio a disco nas duas rodas tem sistema combinado (CBS)

Rodas de liga-leve, aro 17, calçadas com pneus Pirelli Sport Demon sem câmera nas medidas 90/90-17, na frente, e 130/70-17, atrás, completam a parte ciclística.

Alternativa interessanteDesign é mais sofisticado do que as motos de 150, mas desempenho e preço são inferiores

Com design mais sofisticado que as motos de 150 e 160cc, mas desempenho e preço inferiores às 250cc, a nova Dafra Apache RTR 200 surge como uma alternativa interessante para quem busca uma moto street para usar no dia-a-dia e, por ventura, até pegar a estradas nos finais de semana.Nova suspensão traseira monoamortecida tem pouco curso (105 mm) e é um pouco 'dura'

Seus 21 cv a fazem render quase como a Yamaha Fazer 250 (preço de R$ 15.790 sem frete) que, porém, tem mais torque, menos peso e freios ABS. E seu visual chama muito mais a atenção do que modelos street como a Honda CG 160 Fan (R$ 9.625 sem frete). Isso sem citar que o modelo não é tão visado para roubo como suas concorrentes mais famosas.

O preço também é competitivo: R$ 12.490, já com frete incluso. A Dafra ainda oferece financiamento e consórcio de 72 meses para quem estiver interessado em adquirir o modelo. A Apache RTR 200 já está nas lojas nas cores vermelha fosca (como a unidade avaliada) e preta metálica. (texto: Arthur Caldeira / fotos: Mario Villaescusa)

Dafra Apache RTR 200
Motor Um cilindro, SOHC, 4 válvulas e arrefecimento a ar
Capacidade cúbica 197,75 cm³
Potência máxima 21,02 cv a 8.500 rpm
Torque máximo 1,85 kgf.m a 6.500 rpm
Alimentação Injeção eletrônica
Câmbio Cinco marchas
Embreagem deslizante
Transmissão final corrente
Partida Elétrica
Suspensão dianteira Garfo telescópico convencional com 117 mm de curso
Suspensão traseira Balança monoamortecida com 105 mm de curso
Freio dianteiro Disco de 270 mm de diâmetro com sistema CBS
Freio traseiro Disco de 240 mm de diâmetro com sistema CBS
Pneus 90/90-17 (diant.)/ 130/70-17 (tras.)
Comprimento 2.050 mm
Largura 790 mm
Altura 1.105 mm
Distância entre-eixos 1.353 mm
Distância do solo 180 mm
Altura do assento 800 mm
Peso a seco 139 kg
Tanque de combustível 12 litros
Cores Vermelha fosca e preta metálica
Preço R$ 12.490 (frete incluso)

Infomoto

Arthur Caldeira, jornalista e motociclista (necessariamente nessa ordem) fundador da Agência INFOMOTO. Mesmo cansado de ouvir que é "louco", anda de moto todos os dias no caótico trânsito de São Paulo.

Blog da Infomoto

O blog da INFOMOTO traz novidades, curiosidades, dicas e também os bastidores do mundo de duas rodas. Com uma visão de dentro do capacete.