Topo
Blog da Infomoto

Blog da Infomoto

Honda CG 125 é moto "clássica" mais vendida na OLX; confira o ranking

Infomoto

11/05/2019 08h00

Honda CG 125 é moto fabricada antes de 1990 mais vendida por meio da OLX

Quando uma moto pode ser considerada "clássica"? A pergunta divide opiniões e, certamente, suscita muitas discussões. Levando-se em conta critérios subjetivos, uma moto torna-se clássica quando marcou seu tempo e fez parte da história de muitos motociclistas. Mas também pode-se referir a uma moto que revolucionou o mercado.

Mas para elaborar esse ranking, o levantamento do site de compra e venda OLX levou em consideração o ano de fabricação: foram escolhidos os modelos produzidos antes de 1990 mais vendidos na plataforma entre janeiro e abril deste ano. Por que 1990? Porque muitos vão completar ou já completaram 30 anos, um dos requisitos para receber a desejada placa preta. Claro que nem todos os exemplares anunciados ou comercializados no site preservaram sua originalidade.

Entretanto, o levantamento traz algumas curiosidades como a liderança da CG 125 ou ainda a terceira colocação da Caloi Mobilete 50cc, a primeira "moto" de muita gente. Além disso, o ranking de clássicas reflete o domínio que a Honda tem no mercado de motos "zero km" com quase 80% de market share: dos 10 modelos pré-1990 mais vendidos, sete são da marca da asa. Confira o ranking das dez motos antigas mais vendidas e o preço médio de cada uma delas.

1 – Honda CG 125 – R$ 2.659

O ranking não especifica quais versões da CG 125 pré-1990 foi a "clássica", ou se preferir, a antiga mais vendida. Porém, o fato é que ainda hoje muitos motociclistas procuram as CGs 125 dos anos 80 por sua robustez e durabilidade. E, o melhor, dá para comprar um exemplar desses por valores bem acessíveis. Talvez nem importe o estado de conservação. Afinal, existem peças disponíveis e, como se diz por aí, "qualquer mecânico sabe mexer ou consertar uma CG".

2 – Honda CB 450 DX – R$ 5.953Nos anos de 1980, a Honda CB 400 era praticamente a única moto grande à venda no Brasil. Mas a versão que aparece na segunda colocação dessa lista é a versão DX da CB de 450. Equipada com freio a disco nas duas rodas, a DX era uma espécie de versão de luxo (DX deriva de deluxe). Fabricada entre 1983 e 1994, a CB 450 DX foi o sonho de muita gente. O exemplar da foto acima é um modelo 1987, que pertence ao Honda Fan Club, museu da marca localizado em Indaiatuba, interior de São Paulo.

3 – Caloi Mobilete 50cc – R$ 1.265Embora não seja exatamente uma motocicleta, a Caloi Mobilete foi o primeiro veículo de duas rodas de muitos motociclistas. Talvez isso explique sua boa colocação no ranking. Quem não gostaria de ter na garagem novamente uma "Moby"? Equipada com motor de 50cc dois tempos e cerca de 3 cv de potência, a Mobilete não tinha marchas e sua partida era feita a pedal. Por isso ela era considerada um ciclomotor. Exemplares como essa da foto (crédito Coleção Pastore) são raros. A maioria à venda na OLX está em más condições, o que explica o preço médio de menos de R$ 1.500.

4 – Yamaha DT 180 – R$ 2.137

 

Primeira moto trail do mercado nacional, a DT 180 trazia no nome o pioneirismo: a Yamaha já a chamava de "trail". E, assim como outras Yamaha dos anos 80, tinha motor 2 tempos barulhento e "fumacento". Era bastante "nervosa" e sua suspensão monochoque na traseira foi uma grande novidade da época. A DT 180 evoluiu, passou por melhorias e até ganhou a versão de 200 cc mais tarde. Mas isso já era nos anos 90…

5 – Honda CG 125 Today – R$ 2.183

Com mais de 70 alterações no chassi e no motor, a CG 125 ganhou o sobrenome de "Today" (hoje, em inglês) em 1989 como o exemplar acima. Considerada por muitos uma das melhores "CGs" já fabricadas, a Today ajudou a consagrar o modelo e solidificar a liderança da Honda no mercado de motocicletas brasileiros. Foi a primeira CG 125 com um visual mais "quadradão".

6 – Honda XLX 250R – R$ 2.867 

Outra lenda das trilhas e estradas de terra que, ainda hoje, faz sucesso é a Honda XLX 250R. Suspensões de longo curso, roda aro 21 na dianteira e balança "Pro-Link" na traseira, a XLX 250R era o sonho de consumo de quem queria andar na terra. Ainda hoje é possível encontrar exemplares do modelo nas trilhas por aí – muitos descaracterizados, mas ainda valentes para enfrentar a pirambeira.

7 – Honda XLX 350R – R$ 3.778,70

Em 1987 chegava ao mercado o "XLão". O nome no aumentativo ressaltava seu motor de 350 cc com mais torque e potência do que a versão de 250 cc. O modelo foi o último da família XL lançado no Brasil. Conhecida por ser geniosa e difícil de pegar no pedal (acredite: a partida elétrica não era tão comum nessa época), a XL machucou a canela de muita gente por aí. Acima, um belo exemplar de 1988 do nosso colega do site Motos Clássicas 80. Mas um aviso: não está à venda.

8 – Yamaha RD 135 – R$ 5.661,70Grande rival da CG 125 nos anos 1980, a Yamaha RD 135 ainda tem muitos fãs atualmente. Tanto que ocupa a sétima colocação no ranking, mas seu preço médio supera até o de modelos mais bem vendidos do que ela. Equipada com motor 2 tempos, soltava bastante fumaça, mas em compensação era um foguetinho para a época e deixava a Honda CG 125 e seu motor quatro tempos comendo poeira. Até hoje, alguns de seus proprietários garantem de pé junto que ela dá "pau" até nas 250 cc atuais. Será?

9 – Honda CBX 750 F –  R$ 16.108Modelo mais caro da nossa lista, a famosa "Sete Galo" era a moto "grande" e desejada no final dos anos de 1980, mas tinha um preço muito elevado, pois chegou por aqui em 1986 importada (modelo à esq.). Como o levantamento da OLX não especifica exatamente qual a versão, as mais comuns são os modelos pós-1987, nacionalizados. E vai ser difícil encontrar algum bonito como esses daí da foto acima, que também estão expostos no museu da Honda em Indaiatuba.

10 – Honda XL 125 S – R$ 2.174A família XL também tinha uma versão de 125cc, que fez muito sucesso. A XL 125S foi lançada em 1984, mas teve diversas versões. Era a única da linha com amortecedor bichoque na traseira. Com desempenho comedido, a "Xizelinha", como era conhecida, usava o mesmo motor de 125cc da CG 125 ML. Apesar de prática e charmosa para quem quer rodar na cidade, vai ser difícil encontrar uma bonita como essa aí da foto acima, postada em um dos anúncios da OLX. (Por Arthur Caldeira)

Leia também:
Conheça os oito erros que mais reprovam motociclistas no exame

Culpa do estado nos acidentes de moto inclui CNH e 'armadilhas' no asfalto
Motociclista: veja cinco dicas para melhorar o trânsito para todos
Veja dicas para encarar chuvas de verão e evitar problemas
Cinco atitudes que fazem você perder a garantia da sua moto nova

Infomoto

Arthur Caldeira, jornalista e motociclista (necessariamente nessa ordem) fundador da Agência INFOMOTO. Mesmo cansado de ouvir que é "louco", anda de moto todos os dias no caótico trânsito de São Paulo.

Blog da Infomoto

O blog da INFOMOTO traz novidades, curiosidades, dicas e também os bastidores do mundo de duas rodas. Com uma visão de dentro do capacete.