Topo
Blog da Infomoto

Blog da Infomoto

Prepare o bolso: cinco pedágios mais caros para motos no Brasil

Infomoto

2024-03-20T19:08:00

24/03/2019 08h00

Motos pagam pedágio em mais de 60 estradas do País, como a Fernão Dias (acima)

Para viajar pelo Brasil o motociclista tem a sua disposição mais de 1,7 milhão de quilômetros de estradas divididas em federais, estaduais e municipais. As que estão em melhores condições são privatizadas e, em muitas delas, o motociclista também paga pedágio.

Isso não é novidade. Em 1998 cerca de 1,2 milhão de motos pagaram pedágio. Em 2017, esse número saltou para mais de 30,5 milhões de motos, segundo dados da Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR).

Valores variam bastanteTarifas de pedágio para motos variam de R$ 1,20 a R$ 11,00

Mesmo assim muitos motociclistas ainda são surpreendidos com as cancelas de pedágio onde os valores da tarifa, assim como a quantidade de praças de cobrança, variam muito. Em algumas estradas como a Fernão Dias (BR-381), que liga São Paulo (SP) a Belo Horizonte (MG), há oito praças de pedágio que cobram R$ 1,20 cada. Com isso a viagem de moto, que percorre quase 600 km entre as capitais paulista e mineira, custa R$ 9,60.

Já a ligação São Paulo (SP) – Rio de Janeiro (RJ) pela Via Dutra (BR- 116) custa ao motociclista R$ 29,85 com valores que variam de R$ 1,85 a R$ 7,60. Existem seis pontos de pedágio nos 400 km que separam as duas cidades.

Não fuja
Tentar fugir do pedágio, passando colado a outro veículo, por exemplo, é infração grave com multa de R$ 195,23 e cinco pontos na CNH. Se o motociclista estiver sem dinheiro não tem problema. Segundo a ABCR, a empresa que administra a rodovia emite um boleto bancário para pagamento posterior. Por isso, se você for surpreendido por um pedágio para motos e não tiver dinheiro é melhor parar e pagar depois do que ser multado.

Fizemos uma pesquisa entre as rodovias que cobram pedágio de motos e elencamos as cinco praças com os valores mais altos para os veículos de duas rodas; confira e prepare o bolso.Na BR-277, entre Curitiba e Paranaguá, no Paraná, motos pagam R$ 10,50

1 – Litoral paranaense – Quem passar pela BR-277 em São José dos Pinhais, na Grande Curitiba (PR), terá que desembolsar R$ 10,50. Esse é o valor cobrado para ir de moto da capital paranaense até Paranaguá, no litoral. Na volta, o valor também é cobrado.

2 – Região dos Lagos – Para chegar à região dos Lagos, litoral do Rio de Janeiro, o motociclista pagará R$ 10 nos finais de semana e feriados. Nos dias úteis o valor é de R$ 6,00. O valor é cobrado nos dois sentidos da RJ-124.Entre o Rio e Teresópolis, na serra fluminense, tarifa para motos é de R$ 9,65

3 – Rio – Teresópolis – Na ligação entre o Rio e Teresópolis, pela rodovia Santos Dumont (BR-116) o motociclista pagará R$ 9,65 valor cobrado na altura do KM 133, no município de Magé (RJ).

4 – Cataratas do Iguaçu – Quem deseja conhecer as Cataratas do Iguaçu terá que passar pela praça de pedágio em São Miguel Iguaçu (PR) e pagar a tarifa de R$ 8,20. O pedágio fica na BR-277, no km 704.

5 – Norte do Paraná – Quem rodar pela BR-369, na altura de Jataizinho (PR), no km 126, terá que desembolsar R$ 11,00. A rodovia faz a ligação entre Ourinhos (SP) e Londrina (PR). (Por Cicero Lima)

*Post atualizado às 12:30 em 25/03/2019: o valor correto da multa por evasão de pedágio (infração grave) é de R$ 195,23 e não R$ 127 

Infomoto

Arthur Caldeira, jornalista e motociclista (necessariamente nessa ordem) fundador da Agência INFOMOTO. Mesmo cansado de ouvir que é "louco", anda de moto todos os dias no caótico trânsito de São Paulo.

Blog da Infomoto

O blog da INFOMOTO traz novidades, curiosidades, dicas e também os bastidores do mundo de duas rodas. Com uma visão de dentro do capacete.