Topo
Blog da Infomoto

Blog da Infomoto

Royal Enfield aposta em Himalayan, R$ 18.990, para crescer no Brasil

Infomoto

2026-01-20T19:08:00

26/01/2019 08h00

Marca indiana vai abrir novas concessionárias no País; Rio, Curitiba, Brasília já estão confirmadas

Finalmente a Royal Enfield lança a Himalayan no mercado brasileiro. A trail, esperada desde a entrada da marca oficialmente no País em 2017, chega às lojas agora em janeiro pelo preço sugerido de R$ 18.990. Importada como outros modelos da marca indiana, a Himalayan será vendida em duas opções de cores – branca e preta – com freios ABS de série e garantia de dois anos.

Com a proposta de ser uma moto versátil e acessível para quem quer viajar, a Royal Enfield acredita que a Himalayan deve atrair mais consumidores que os modelos clássicos comercializados atualmente e impulsionar as vendas no Brasil. Em quase dois anos a marca vendeu cerca de 900 motocicletas na sua única concessionária na capital paulista.Executivos acreditam que a Himalayan atrairá mais consumidores do que os atuais modelos clássicos

Além da chegada do novo modelo, o diretor de negócios internacionais da Royal, Arun Gopal, anunciou a expansão da rede de concessionárias e pontos de venda. "Até o final de 2019, pretendemos expandir nossas operações em todo o Brasil a partir das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste", declarou Gopal. As cidades confirmadas para receber um ponto de venda, por enquanto, são Brasília (DF), Curitiba (PR) e Rio de Janeiro (RJ).

TrailDesenvolvida do zero, Himalayan é primeira moto de uso misto da Royal

A Himalayan é a primeira motocicleta da Royal Enfield projetada para rodar em qualquer terreno. Lançada no exterior em 2016, a trail foi projetada do "zero". A começar pelo motor criado especificamente para o modelo: um monocilíndrico de 411 cm³, comando simples no cabeçote (SOHC) com arrefecimento a ar com auxílio de um radiador de óleo.

Seu desempenho é modesto. Produz 24,8 cv de potência máxima a 6.500 rpm, mas bons 3,26 kgf.m de torque máximo a 4.250 giros. O câmbio tem cinco marchas e a embreagem é deslizante. Segundo Anuj Dua, engenheiro do departamento de desenvolvimento de produto da marca indiana, o projeto privilegiou mais torque em baixos e médios regimes à potência em altos giros.Desempenho modesto: 24,6 cv de potência, mas bons 3,26 kgf.m de torque; câmbio tem cinco marchas

Construída sobre um chassi berço duplo de aço, a Himalayan tem garfo telescópico convencional com tubos de 41 mm na dianteira e curso de 200 mm; já na traseira, um monoamortecedor fixado por links com curso de 180 mm e ajuste na pré-carga da mola. O longo curso das suspensões reforça sua proposta de uso misto e proporciona bons 220 mm de distância livre do solo, o que ajuda a rodar no off-road. Rodas têm 21" na dianteira e 17" na traseira; assento fica a 800 mm do solo

As rodas raiadas de 21 polegadas, na frente, e 17, atrás, são calçadas com pneus de uso misto Pirelli MT 60 nas medidas 90/90-21 (diant.) e 120/90-17 (tras.). Apesar do longo curso das suspensões, a escolha de uma roda aro 17 na traseira deixou o assento a 800 mm do solo, o que faz da Himalayan uma moto acessível a diversos biótipos de pilotos.Garfo dianteiro tem 200 mm de curso; monoamortecedor traseiro tem 180 mm e ajuste na pré-carga da mola

Mas, por outro lado, seu peso de 191 kg em ordem de marcha denuncia uma moto "pesada", seja para a potência comedida do motor como pelas suas dimensões. Ela tem 2,19 m de comprimento e 84 cm de largura. O tanque tem capacidade para 15 litros.

Os freios são a disco em ambas as rodas feitos pela ByBre, braço indiano da italiana Brembo. Na frente, um disco de 300 mm com pinça flutuante de dois pistões; e, atrás, disco com 240 mm de diâmetro e pinça flutuante de um pistão. O sistema ABS é de série.

Design e equipamentosDesign funcional tem inspiração retrô

Com um design funcional e de inspiração retrô, a Himalayan lembra as motos trail dos anos de 1980. Usa um farol redondo com uma pequena "bolha" para proteger o piloto, poucas peças plásticas – até o tanque é feito de aço – e ainda conta com barras laterais para proteger a moto em caso de queda.Painel é completo: tem indicador de marcha, marcador de combustível e até bússola

O painel é completo: tem velocímetro, conta-giros, marcador de combustível e até uma bússola, reforçando sua vocação aventureira. Há ainda uma pequena tela de LCD que tem relógio, termômetro, indicador de marcha e odômetros.Freios são a disco nas duas rodas com sistema ABS, que não é possível ser desligado

A trail ainda conta com protetor de cárter e cavalete central de série. Na traseira, há um pequeno bagageiro que permite instalar um baú.

Assim como nos modelos clássicos, a Royal Enfield criou equipamentos de segurança e peças de lifestyle inspiradas na trail aventureira. A marca também venderá malas laterais em alumínio e outros acessórios para quem for viajar com a Himalayan. (por Arthur Caldeira)

Infomoto

Arthur Caldeira, jornalista e motociclista (necessariamente nessa ordem) fundador da Agência INFOMOTO. Mesmo cansado de ouvir que é "louco", anda de moto todos os dias no caótico trânsito de São Paulo.

Blog da Infomoto

O blog da INFOMOTO traz novidades, curiosidades, dicas e também os bastidores do mundo de duas rodas. Com uma visão de dentro do capacete.